Ogame
Advertisement

Canhão de Iões

O Canhão de Iões (português europeu) ou Canhão de Íons (português brasileiro) é uma estrutura defensiva, bem conhecida pelo seu Poder de Blindagem. Apesar da sua descrição, ele não incapacita naves inimigas atacantes. Uma vez que incapacitar atacantes não é uma opção no sistema de batalha do OGame, o elevado escudo do canhão de iões é uma forma de dizer que "incapacita" os atacantes usando iões. Provavelmente, essa seria a única maneira de fazer a ideia de armas de iões encaixar no sistema de batalha.

Pode ser útil para consumir excesso de cristal, uma vez que é a única defesa que custa mais cristal do que metal. Outra razão para construir Canhões de Iões é por causa de o Bombardeiro e a Estrela da Morte terem rapidfire contra ele. Isto torna-os úteis no jogo, quando os Cruzadores e Destruidores estão por todo o lado, prontos para destruir os Lançadores de Mísseis e Lasers ligeiros.

Note-se também que o Canhão de Iões pode absorver até 500 de dano por ronda, que é o segundo maior poder de escudo a seguir à Estrela da Morte. Isto torna-o muito útil contra frotas de Cruzadores ou Caças pesados uma vez que a maior parte dos ataques serão defletidos pelos escudos. 25 Canhões de Iões contra uma frota de 150 Caças ligeiros irá resultar em cerca de 100% de empate com o atacante a perder 65 caças se as tecnologias de ambas as partes forem iguais. Contudo, qualquer nave ao menos tão forte quanto a Nave de Batalha irá destruir os escudos e eliminá-los. Apesar disto, os Canhões de Iões são defesas úteis mesmo em pequenos números porque absorvem uma grande quantidade de dano por ronda.

Requisitos[]

Hangar (Nível 4)

Tecnologia de Iões (Nível 4)

Descrição[]

No século XXI existiu algo com o nome de PEM. O PEM era um pulso eletromagnético que causava uma tensão adicional em cada circuito, o que provocava muitos incidentes de obstrução nos instrumentos mais sensíveis. O PEM foi baseado em mísseis e bombas, e também em relação às bombas atómicas. O PEM foi depois evoluído para fazer objectos incapazes de agir sem serem destruidos. Hoje, o canhão de iões é a versão mais moderna do PEM que lança uma onda de iões contra um objecto (naves), destabilizando-lhe desta maneira as protecções e a electrónica. A força cinética não é significativa. Os cruzadores também utilizam esta tecnologia. é interessante não destruir uma embarcação mas paralizá-la. Depois de uma batalha 70% dos sistemas danificados podem ser reparados.

Advertisement